Colágeno funciona? Qual tipo?
23/09/2015
“Faço academia há 1 ano, mas não perco gordura!” O que acontece?
29/09/2015

É possível/saudável viver sem carne?

O vegetarianismo, conforme suas classificações (ovolacto, ovovegetariano, lactovegetariano, vegano) vem sido muito “atacado” por conta da questão nutrional. É saudável ou perigoso? Saiba agora e entenda melhor!

Os estudos populacionais não demonstram aumento da prevalência de nenhuma doença crônica degenerativa não transmissível em populações vegetarianas.  Por outro lado, encontramos resultados positivos, como: níveis séricos de colesterol mais baixos,  menor risco e prevalência de doença cardiovascular, menor risco de desenvolvimento de hipertensão arterial, diversos tipos de câncer e diabetes tipo 2. Por quê?

Antioxidantes

A alimentação vegetariana é muito mais variada, apresentando:

  • Níveis séricos mais elevados de diversos antioxidantes;
  • Maior atividade de SOD (Superóxido Dismutase) – protetor contra radicais livres;
  • Maior proteção contra oxidação de lipoproteínas (“entupimento” de vasos sanguíneos).

Obesidade

Diversos estudos demonstram menor IMC nos vegetarianos. Isso não significa que a dieta vegetariana leva ao emagrecimento, mas pode indicar uma maior preocupação dessa população com a saúde, escolhendo melhor os alimentos. É comum pensar que veganos são mais magros que ovolactovegetarianos. Apesar disso ser verdade na maioria dos estudos, em alguns casos o vegano pode ter maior IMC, dependendo das escolhas dietéticas. A dieta vegetariana pode levar ao emagrecimento, manutenção do peso e à obesidade. Tudo vai depender da forma de elaboração da dieta e estilo de vida.

Doenças cardiovasculares
A análise de 5 estudos prospectivos, totalizando 76.000 indivíduos, encontrou redução da mortalidade por doença cardíaca nos vegetarianos: 31% para o sexo masculino e 20%, sexo feminino.

Hipertensão arterial
Um estudo demonstrou que enquanto a prevalência de pressão arterial alta era de 42% em não vegetarianos, ela era de 13% em vegetarianos.

Câncer

Há estudos demonstrando menor prevalência de diversos tipos de câncer. Causas: menor IMC, melhor estado antioxidante e inflamatório e menores níveis de insulina. O consumo de quantidade excessiva de alimentos cárneos se associa com maior incidência de câncer gastrointestinal, de endométrio, cólon e mama.  Por outro lado, o consumo de verduras, frutas e cereais integrais se associa à prevenção de diversos tipos de câncer.

ADEQUAÇÃO    NUTRICIONAL
Existem mais de 250 estudos que, avaliaram a ingestão de nutrientes vegetarianos.
Dentre os nutrientes, apenas a vitamina B12 não será encontrada na dieta vegetariana estrita.
Todos os demais nutrientes podem ser ajustados.

Nutrientes Importantes que podem ser facilmente ajustados:

  • Ômega 3
  • Proteínas e Aminoácidos
  • Ferro
  • Zinco
  • Cálcio
  • Vitamina B12 (Cobalamina)

Você é vegetariano? Parabéns pela escolha e fique sempre atento às substituições corretas de alimentos! Com alguma frequência (depende da classificação do vegetarianismo), consulte um nutricionista para te avaliar e pedir exames bioquímicos (sangue) para evitar qualquer deficiência. Divulgue esse link para mostrar para todas as pessoas que te barram/criticam que você está no caminho certo e super saudável!

Você quer se tornar vegetariano? Vá em frente, minha opinião como nutricionista é super positiva! Não exclua os alimentos simplesmente, você pode ser até mais saudável do que um onívoro se fizer as substituições corretamente!

Você é um onívoro que abominava/criticava o vegetarianismo? Relaxe e não se preocupe! Agora espero ter te ajudado a entender um pouco mais sobre esse estilo de vida super bacana e saudável, se seguido corretamente! Divulgue esse link, para que outras pessoas também saibam que não há nada de mal em ser vegetariano! 😉

Gostou?

Compartilhe!

Por mais saúde, por mais vida!

Até a próxima!

Dra. Clarissa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *