Carboidrato à noite engorda?
15/09/2015
Colágeno funciona? Qual tipo?
23/09/2015

Cozinhando sem óleo: Fácil, Saudável e Saboroso!

Adicionar   óleo   para   cozinhar   é   um   costume   muito difundido   que   adquirimos   de   nossos   pais   e   avós. Para   a   época  em  que   eles   viviam,  tudo  bem!  Mas atualmente . . .  Veja  o   que   acontece   e  o  que   fazer!

*óleo:  de soja, canola, milho, girassol, coco.

  1. Colocar gordura na comida  era interessante há alguns anos atrás,  já que as pessoas utilizavam a caminhada para chegar em seus trabalhos/casas/destinos. Além disso, não existia a tecnologia, que hoje em dia, nos faz economizar 600 kcal diárias. Há alguns anos atrás, a tecnologia não poupava o movimento e o gasto energético das pessoas. A tecnologia também substituiu atualmente, muitas modalidades de trabalhos braçais.
  2. O resumo do que aconte quando atualmente colocamos óleo para cozinhar: já gastamos menos energia diariamente (tecnologia) e ainda continuamos a colocar gordura para cozinhar, e AINDA MAIS, fazemos o consumo dos produtos ultraprocessados, que na maioria das vezes, são RIQUÍSSIMOS em GORDURA SATURADA E AÇÚCAR!  Pronto! E o resultado físico? Cada vez mais indivíduos obesos ou acima do peso. E o resultado bioquímico (exames de sangue)? Cada vez mais aumentando o número de pessoas com colesterol, triglicérides, glicemia, ALTOS, pré-diabéticos e diabéticos!  E observando mais profundamente ainda, e os HOSPITAIS? Cada vez internando mais e presenciando a mutilação de membros (diabetes descontrolado), infartos, AVCs, e ÓBITOS  por conta de doenças crônicas (na qual se enquadra o diabetes, obesidade, pressão arterial alta, síndrome metabólica, etc.)
  3. “Mas eu coloco pouco óleo para cozinhar Dra!” Mas o que é “pouco” para você? Para alguns pacientes meus, “pouco” pra mim é MUUUITO,  e para outros, “pouco” realmente é pouco. Não existe uma quantidade de óleo de cozinha recomendada para uso, geralmente o que se orienta é o mínimo possível. Então para não gerar dúvida, por que não deixar de colocar o óleo na hora da cocção?
  4. Por isso de pouco em pouco, diminua a quantidade de óleo utilizada, até chegar a não utilizar mais! Sim, é super possível, em minha casa cozinho dessa maneira e muitos pacientes já aprenderam, aprovaram e sentiram a diferença no corpo!

Mas você pode pensar, e o gosto? Invista nos temperos naturais (açafrão, alecrim, orégano, manjericão, alho, cebola, etc.). Pode-se encontrar in natura (melhor, pois preserva mais os nutrientes), mas se você tem a desculpa da praticidade, então opte pelas versões desidratadas (naturais, somente é retirada a água da erva ou da cebola ou alho). Mais antioxidantes para você!

Ah, e depois de pronta a comida, pode adicionar um pouquinho de azeite no prato (não esquentar o azeite), se sentir a necessidade da gordura.

Veja que legal então: optamos por não colocar gordura na hora de cozinhar (desnecessário e ruim) e adicionamos uma gordura boa no prato, na hora da refeição!

Muito mais proteção antioxidante, sabor, menos acúmulo de gordura saturada, menor chance de formação de aterosclerose (entupimento de vasos sanguíneos), e por consequência, diminuição do risco de infarto, AVC, diabetes, e etc! Muito mais saúde pra você e sua família!

Reeducação alimentar, nutrição eficiente e inteligente!!!!

Gostou? Achou importante essa informação?

Divulgue o link do blog! 

Ficou com dúvida? Entre em contato comigo!

Até a próxima!

Dra. Clarissa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *